Lazer e Vila Prudente: Essas palavras precisam da sua atenção

Por Cesar Gouveia - 29/10/2015 - 15:50

Para muitos moradores, é hora de ocupar os locais com alguma atividade, já que as crianças e adolescentes têm pouco espaço para lazer

Desde a desapropriação dos moradores das favelas nos baixos do viaduto Grande São Paulo para a construção do Expresso Tiradentes, antigo Fura-Fila, os espaços encontram-se ociosos, sem nenhuma previsão de ocupação. Quem passa pela região, como os moradores da Favela da Vila Prudente, não consegue entender o descuido da prefeitura e de outras pessoas com o local.

área em frente à favela da Vila Prudente

área em frente à favela da Vila Prudente

Inaugurado em 2007 o atual Expresso Tiradentes trouxe benefícios à população da Vila Prudente, no entanto, os órgãos públicos esqueceram que o espaço pode ser utilizado para muitas atividades. Hoje, a única ocupação do espaço é com lixo e entulho que por vezes são deixados pelos próprios moradores da região, o que preocupa cada vez mais quem se preocupar e quer ocupação legal no local.

“Fomos abandonados. É isso aí que vocês estão vendo. Lixo, entulho e às vezes até ratos” conta um morador que não quis ser identificado.

Os relatos de moradores, as fotos feitas pela reportagem do jornal Vozes das Comunidades da Vila Prudente e toda a situação dos baixos do viaduto Grande São Paulo não é novidade para ninguém. Segundo os próprios moradores, já foi diversas vezes solicitado à prefeitura a limpeza do local, bem como a sua ocupação.

“Até fizeram uma limpeza, mas não durou muito. Começaram a jogar entulho de novo”, conta a Maria de Lurdes, de 38 anos.

A reivindicação dos moradores é primeiramente de uma limpeza do local e em segundo lugar que o espaço seja ocupado. Segundo o VCVP já noticiou, a área seria ocupada com áreas de lazer e esporte, no entanto, a Subprefeitura de Vila Prudente cancelou o projeto.

Questionados sobre as oportunidade de lazer, que é um dos principais problemas da Vila Prudente, principalmente para as favelas, dona Maria também pede que o espaço seja usado para a distração dos jovens.

“A área é enorme. Deveriam construir uma ou duas pracinhas, espaço para os meninos brincarem. As crianças daqui não tem onde brincar, até a quadra do outro lado está ruim. Meu neto está treinando num projeto dos moradores, mas não é um espaço com tudo, sabe? Se a Prefeitura cuidasse também, o espaço não seria assim”, diz dona Maria.

A partir desta matéria nós contatamos a Subprefeitura e estamos aguardando um parecer sobre a situação do local.

Anúncios

Edital BrazilFoundation está aberto até o dia 30 de outubro

Por Cesar Gouveia - 21/10/2015 - 16h50

Organização brasileira com sede nos Estados Unidos mobiliza recursos de brasileiros no exterior e aplica em projetos no Brasil

A organização BrazilFoundation apoia ações e projetos que transformam o Brasil e realiza trabalhos com líderes e organizações sociais e uma rede global de apoiadores para promover igualdade, justiça social e oportunidade para todos os brasileiros.

12143125_10153257782538196_6226143817853364984_n

Do dia 15 até o dia 30 de outubro está aberto o edital da BrazilFoundation para as áreas de Educação e Cultura; Saúde; Desenvolvimento Socioeconômico; Direitos Humanos e Participação Cívica e Negócios Sociais, onde é oferecido financiamento à organizações da sociedade civil em dois níveis: Investimento Semente (até 30 mil reais) e Aprimoramento de Metodologias (até 50 mil reais).

Outros dois processos de seleção inovadores estão no edital: Arranjos Colaborativos (financiamento de parceria entre duas ou mais instituições) e o Premio de Inovação Comunitária (microfinanciamento de iniciativas informais, identificados por meio da rede de parceiros).

Estas duas modalidades de apoio, por estarem em fase piloto, estão sendo construídas a partir das organizações que já fazem parte da rede de parceiros da BrazilFoundation.

Para se inscrever acesse aqui!

De coração e em verde e rosa a Cabeções da VP vai

Mayris Costa - Publicado por Cesar Gouveia - 20/10/2015 - 15h20

Depois de alguns anos suspensa a escola de samba mais querida da favela da Vila Prudente em 2016 vai levar o coração nas cores e no samba enredo

Os preparativos do carnaval que começam sempre um ano antes e é logo após o desfile que as cabeças começam a pensar para o próximo ser ainda melhor que o passado. Nem sempre se ganha, mas o importante é representar, e é sobre representação que o enredo de 2016 da G.R.C.E.S. Cabeções de Vila Prudente vai falar. O tema é “Cabeções Canta os Elementos Naturais e Verde e Rosa”.

Da esquerda para a direita: Paulinho, Andrey e André

Da esquerda para a direita: Paulinho, Andrey e André

O tema do próximo segundo o vice-presidente da Escola, Paulinho, vai levar para a avenida os elementos naturais. O enredo surgiu através de uma brincadeira por causa da foto que tiraram num desfile no final do ano passado. “O Andrey, o mestre de bateria, foi quem aproveitou o gancho e levou até a reunião como sugestão” conta o vice-presidente.

Atualmente a gestão da Cabeções – como é conhecida no bairro – é composta por Venho respeitosamente fazer uma observação a matéria, a atual gestão da G.R.C.E.S Cabeções de Vila Prudente é composta por André (Presidente), Paulinho – (Vice-Presidente), Jair (Diretor-Geral), Jenilda (Diretora de Harmonia) e Andrey (Mestre).  Eles são os responsáveis para que tudo esteja dentro do prazo e a Escola possa levar moradores e simpatizantes do samba à avenida.

 Jair (Diretor-Geral), André (Presidente), Paulinho – (Vice-Presidente), e Andrey (Mestre)

Jair (Diretor-Geral), André (Presidente), Paulinho – (Vice-Presidente), e Andrey (Mestre)

Nosso entrevistado conta que, além da sugestão feita pelo Andrey, o samba enredo a ser apresentado pela escola no próximo ano vem da inspiração de marcar a história. “Este samba irá marcar a história da nossa agremiação. Não é só porque eu compus, mas fiquei muito feliz com o resultado da obra pronta, mas porque está sendo bem aceito”, disse.

Todo o processo para entrada da escola em 2016 está praticamente pronto, alguns já foram finalizados. Por enquanto a demanda ainda não é grande, por isso o vice-presidente avisa que se alguém tiver a vontade de participar de alguma ala do desfile, “tem muitas opções: harmonia, chefe de ala, bateria, comissão de frente, alegoria ou passista”, conta ele. Para isso, basta ir à Quadra que fica no Viaduto Capitão Pacheco e Chaves, 220 – Vila Prudente.

Os ensaios, com entrada franca, toda terça-feira estão acontecendo no mesmo endereço da Quadra, e lá também tem a Escolinha de Bateria, toda quinta-feira, das 19h00 às 21h00, com ensaio geral às sextas-feiras, das 19h00 às 21h30. Se você quer aprender a tocar algum instrumento, só comparecer de terça-feira das 19h00 às 21h00.

O dia do desfile ainda não foi definido, a princípio a União das Escolas de Sambas Paulista (UESP) informa que será dia 7 de fevereiro de 2016 (Domingo), com horário a confirmar e o local na Vila Esperança.

Ouça o enredo!

Não terminou e já quer privatizar?

Publicado por Cesar Gouveia - 14/10/2015 - 17:05

Governo do Estado planeja privatizar a operação do monotrilho linha 15-Prata

Segundo reportagem da Folha publicada na última terça-feira, 13, a gestão de Geraldo Alckmin (PSDB) está estudando ao final das obras conceder à iniciativa privada as linhas do monotrilho.

Foto: UOL

Foto: UOL

Uma das possibilidades é seguir o modelo da linha 4-amarela onde a concessionária recebe um valor por passageiro em troca da operação e a possibilidade de compra de novos trens.

Ainda de acordo com a reportagem, a possibilidade de privatização é bem vista, pois evitaria a contratação de mais funcionários, o que traria economia aos cofres públicos.

Cheio. Só se for de atrasos

Atrasado há quase um ano o piscinão Guamiranga tem mais uma vez o prazo de entrega prorrogado.

Em reportagem publicada no portal do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), em 21 de janeiro de 2013 (matéria aqui), consta a informação de que o piscinão Guamiranga deveria ser entregue em dezembro de 2014. Pelo que parece os moradores das favelas da Vila Prudente terão mais um verão com previsão de enchentes, pois o prazo que já estava atrasado agora é para o final de 2016.

Obra segue atrasada, sem previsão de entrega em 2016.

Obra segue atrasada, sem previsão de entrega em 2016.

Sabe-se, é claro, que as chuvas atrapalham o andamento da obra, no entanto, em janeiro de 2014 o Governo do Estado de São Paulo informou que apenas 47% dos serviços estavam concluídos, e até agora só foi avançado mais 15% que no total soma-se 62% da obra concluída.

SOBRE A OBRA: A construção do piscinão foi iniciada em dezembro de 2012. O Governo do Estado de São Paulo prometeu o término da obra do piscinão Guamiranga em até 24 meses.

Morador da Favela conhece o mundo e traz conhecimento para jovens da Vila Prudente

Por Mayris Costa - Publicado por Cesar Gouveia -09/10/15 - 13h45

De menino franzino da favela para hoje cheio de saúde conhecendo outras culturas e a diversidade dos mais diferentes povos.

Laionel Oliveira, de 23 anos, quando mais novo teve incentivo dos pais para sempre estudar e buscar o melhor na escola e no curso de inglês que fazia. Acreditavam que no futuro ele seria recompensado, e foi. Hoje ele trabalha no lugar mais incrível do mundo: o mar.

Em alto mar

Em alto mar

Grande admirador do mundo, Laionel hoje intercala sua vida entre marear e a família. 

Vivendo há 4 anos assim ele já conheceu 42 países e ainda não se vê fora dessa realidade extremamente bacana. Segundo ele, em entrevista na sua última estada na favela da Vila Prudente onde nasceu e se criou, sua possível saída do atual trabalho só poderá acontecer depois de conhecer todos os continentes.

A família de Laionel é formada por ele, o pai Zé Carlos, a mãe, dona Fátima, e as irmãs Larissa, Karla e Sofia. Sobre a família, ele não esconde que sente falta “Sinto sim, mas quando se tem um sonho, temos que abrir mão de algumas coisas e com o passar do tempo a gente aprende a conviver com a distância e focar no trabalho, falo com a minha família aos domingo e ficamos em média 1 hora no telefone”. conta ele.

Laionel ao lado da miniatura de um dos navios

Laionel ao lado da miniatura de um dos navios

Em 2015 Laionel esteve de férias no Brasil e nesse período ele se doou aos jovens de sua favela. Como ele tem experiência na língua mundial, se disponibilizou durante algum tempo para ensinar inglês para as crianças e adolescentes no espaço Centro Pastoral que pertence à comunidade São José Operário. Para ele, essa experiência foi incrível e, segundo ele, na sua próxima vinda ao Brasil ele pretende formar novas turmas. “Ainda não tem nada planejado, mas pretendo voltar com as aulas e ter mais de 12 alunos, gosto de passar conhecimento a diante quando se tenho oportunidade”, conta.

Aos jovens que tem sonhos, Laionel deixou um recado: “Eu já ouvi muita gente falar que tudo isso que estou vivendo é sorte, mas na verdade posso dizer que é trabalho, dedicação e estudo”, e completa, “segundo um trecho da música A vida é Um Desafio, dos Racionais MC’s: ‘parasita hoje, coitado amanhã’. Faca sempre por você, nunca espere pelo outro, as coisas acontecem sempre com muito esforço.”

Laionel atualmente está trabalhando pela Europa com produção de shows e toda a parte tecnológica que remete aos eventos que acontecem dentro dos navios que viaja, adquirindo mais experiências e colecionando histórias.

Campanha Outubro Rosa

Publicado por Mayris Costa - 02/10/2015 - 14:35

Neste mês acontece a campanha de conscientização contra o câncer de mama, conhecida como OUTUBRO ROSA, é realizada por diversas entidades.

Dirigida à sociedade, em especial às mulheres, o objetivo é destacar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença.

557355

O nome da campanha remete diretamente à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades: o rosa. Durante o período, monumentos por todo o país se iluminam com essa mesma cor.

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e, apesar de também atingir os homens, as mulheres, acima de 35 anos, são o principal alvo.