Devagar, devagarinho e parou

Publicado por Cesar Gouveia - 04/01/2016 - 15h00

Há alguns dias o Vozes publicou uma matéria sobre as obras na praça Orlândia, área conhecida pelos moradores como Quadra do Areião que estava caminhando devagar no final de 2015. De fato, o ano terminou e o prazo para a conclusão da obra também.

Com a previsão de término em 03/01/2016 a obra de manutenção e adequação da praça situada na avenida Francisco Mesquita chegou ao fim sem estar 100%.

Foto: Cesar Gouveia

Foto: Cesar Gouveia

A obra que começou aviso prévio ou audiência com os moradores teve início tumultuado. Na quadra localizada na praça acontecem as aulas do projeto FUTVIDA Prudente e Centro Cultural da Vila Prudente. Os representantes do projeto FUTVIDA tentaram adiantar o prazo de 60 dias uma vez que os moradores não foram avisados e não se programaram para a obra. Segundo o diretor do projeto de esporte, Cesar Gouveia, o adiantamento era necessário. “Estava programado um festival para os alunos do projeto e receberíamos amigos e parceiros que nos ajudaram começar”, disse ele.

Com êxito a pintura e a colocação de metade do alambrado teve adiantamento e o foi evento realizado com sucesso.

O adiantamento das etapas, porém, deixou rastros de ineficiência do trabalho feito pela empresa ROY contratada através de emenda orçamentária da vereadora Juliana Cardoso. Pelas imagens é possível ver alguns dos sinais de que a obra foi feita de “qualquer jeito”.

Foto: Cesar Gouveia

Foto: Cesar Gouveia

ALGUMAS FALHAS CONSTATADAS – Diversas falhas foram vistas pelos frequentadores do local, o Vozes recolheu algumas e listou abaixo:

  1. Alambrado: colocado somente metade, algumas partes estão com pontas para dentro da quadra (o que tem provocado o perfuramento de diversas bolas);
  2. Grama: só foi colocado em pequenas partes próximo às mesas de dama e alguns cantos próximo ao alambrado;
  3. Pintura: as tintas utilizadas possuem cores desiguais, as linhas feitas de branco estão com partes tortas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

DIREITO DE RÉPLICA – O Vozes coloca-se à disposição para esclarecimento das falhas que a obra tem, bem como para mostrá-las pessoalmente.

Anúncios

Devagar, devagar, devagarinho

Por Cesar Gouveia - 30/12/2015 - 11h25

A dois dias para o início de 2016 funcionários contratados pelos órgãos públicos continuam cuidando das áreas de lazer da região

Após publicação nas redes sociais sobre a “adequação” da praça Orlândia continua. Neste dia 30 de dezembro, mesmo com chuviscos pela manhã, uma equipe de aproximadamente 15 homens foi vista trabalhando ao redor da quadra do Areião.

Os homens apararam a grama e recolheram os lixos ao redor.

As imagens foram feitas por um leitor do Vozes e enviadas pelo WhatsApp.

Morador da favela da Vila Prudente dá a dica para o Natal

Publicado por Cesar Gouveia - 21/12/15

Desde novo Gilvam sabia que seu dom era cozinhar. Hoje com os avanços tecnológicos ele une a informação à uma alimentação de lugares chiques do mundo em uma cozinha simples e aconchegante

12399262_946930165376080_1672506534_n

Prato pronto para ser servido

O jovem já foi dono de pizzaria na favela e empreendeu em sua própria casa para oferecer aos moradores do local onde mora qualidade, bom atendimento e proximidade. Hoje ainda sem formação ele improvisa na cozinha e já impactou outros meninos

Gilvam tem o objetivo de cursar gastronomia, mas por conta de motivos financeiros o sonho foi adiado. Para este natal o Vozes das Comunidades da Vila Prudente o convidou para oferecer aos leitores uma opção boa, bonita e barata (o famoso BBB). Veja a dica do chef da favela no vídeo abaixo:

Vila Prudente prepara-se para lutar contra a Dengue

Por Cesar Gouveia - 15/12/2015 - 10h05

Bairro no verão passado teve um aumento enorme de casos em 15 dias

A cada ano a preocupação da população paulistana com casos de Aedes aegypti aumenta. Para o próximo ano, a Prefeitura de SP já anunciou que espera aproximadamente 250 mil casos na cidade, mais do que o dobro do que foi registrado em 2015.

dengue1_81647

Google.com

O Ministério da Saúde considera que uma região está em epidemia de dengue quando a incidência é maior que 300 casos para cada 100 mil habitantes. Em 2015, na Vila Prudente não chegou-se a esses números, no entanto, foi o distrito mais crítico nas proximidades com o aumento de 46 casos para 200 em menos de 15 dias.

SINTOMAS – Os sintomas já são bem conhecidos pela população brasileira. Febre alta, moleza, dor em várias partes do corpo, forte enjoo, dor de cabeça, falta de paladar e perda de peso são alguns dos sintomas.

No último verão o Ama Hospital Ignácio Proença de Gouveia (João XXIII) foi uma das unidades médicas que mais recebeu casos de dengue na região. O centro médico está apto para o tratamento.

NOVAS DOENÇAS – Recentemente o Governo Federal e o Ministério da Saúde começou uma mobilização para identificar os casos de Microcefalia em recém-nascidos.

No Estado de SP a Secretaria de Estado da Saúde informou nesta segunda-feira (14) que investiga seis casos de microcefalia (malformação cerebral) em recém-nascidos que podem estar relacionados à infecção pelo zika vírus, que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Entre eles, cinco são tratados como autóctones, quando a doença é contraída no estado.*

Os casos investigados são de bebês nascidos em Campinas, Guarulhos, Mogi Guaçu, Ribeirão Preto, São Paulo e Sumaré.*

*Com informações do G1

Documentário sobre a favela será exibido nesta sexta-feira

Por Mayris Costa - Publicado por Cesar Gouveia - 09/12/15 - 15h50

Depois de centenas de horas de gravação e três anos de contínuo trabalho o Coletivo Eco Informação convida as favelas da Vila Prudente para a estreia do trabalho

Na noite de sexta-feira, 11 de dezembro, acontece a estreia do documentário produzido pelo coletivo Eco Informação. Uma produção inédita com roteiro de Kassia Bobadilla e Cristiano Cardozo. A exibição será na Rua da Igreja, no Centro Pastoral, às 19h00.

12274267_923028431106736_3604558865886748763_n

Divulgação

O Coletivo tem como ponto de encontro para quem não conhece, a rua Dianópolis.

Na sequência a exibição do documentário acontecerá uma premiação a alguns participantes do documentário.

Anotaí!

Documentário História da Favela da Vila Prudente

Quando? Sexta-feira, 11 de dezembro, às 19h00

Onde? Rua da Igreja, no Centro Pastoral – Zona Leste de São Paulo

Grátis.

Festa e espaço reformado

Publicado às 12:40 por Cesar Gouveia

O projeto FUTVIDA Prudente reinaugurou a quadra do Areião promovendo a integração dos alunos com futebol

Após completar seis meses de atuação com jovens da favela da Vila Prudente o projeto promoveu o Festival com apoio de comerciantes locais para mais de 100 pessoas e assim encerrou o ano de 2015.

IMG_6776

Parte dos alunos e participantes do evento de encerramento

Iniciado por notar que a Vila Prudente está com grande demanda de procura por espaços para lazer e esporte três jovens decidiram ocupar a única área de lazer próxima a favela da Vila Prudente com aulas de futebol para meninos e meninas à noite.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com 3 bolas, 30 coletes, 10 cones e uma quadra muito descuidada o projeto recebeu no primeiro dia cerca de 35 meninos e de lá para cá o número de participantes só aumentou. O primeiro professor do projeto, Leandro Silva, 31, considerou que os primeiros seis meses do projeto foram surpreendentes.

“No começo deu um receio de não conseguir atender as expectativas, mas com o tempo chegou o Ivanildo. O número cresceu, mas já tínhamos muitos apoiadores”, disse.

Nesse período o projeto recebeu apoio de muitas pessoas e coletivos que auxiliam diversos projetos no munícipio de São Paulo, dentre eles o grupo intitulado de “Amigos da Várzea”, quando próximo aos três meses encarregou-se de doar chuteiras, bolas, redes e outros materiais esportivos.

O Projeto ficou notadamente conhecido após o fundador Cesar Gouveia iniciar em seu Facebook uma campanha para conseguir mais de 15 pares de tênis para os meninos que não tinham condições de adquirir um. A campanha foi amplamente compartilhada na rede social e recebeu ainda mais apoios.

Ele que também é fundador do jornal comunitário Vozes das Comunidades da Vila Prudente considera o projeto como “o ponto chave para conscientizar os jovens a melhorar na escola, em casa e na rua”, disse. Para ele, ter o apoio de diversas pessoas é fundamental para manter no ano que vem o trabalho que foi feito neste primeiro semestre do projeto.

O evento recebeu visitantes de várias partes de São Paulo, Cleber Cunha compareceu representando o futebol de Várzea, Luis Mendes a escola Noctuam e Leonardo e Lemaestro o Instituto Gerando Falcões, de Poá.

Recentemente, o projeto conseguiu acesso a uma emenda parlamentar da vereadora Juliana Cardoso (PT) que contemplou a reforma da quadra utilizada para as aulas, além da reforma da quadra, será instalado mesas de xadrez e a adequação do gramado ao lado da quadra.

Neste momento, depois da festa que foi feita no sábado, o projeto entra em período de recesso e terá volta em janeiro. Eles pedem que todos cuidem do espaço que está em melhores condições.

[NOTA OFICIAL] APOIO AOS ALUNOS QUE LUTAM CONTRA A REORGANIZAÇÃO ESCOLAR

Publicado por Cesar Gouveia - 04/12/15 - 8h40

O Grupo Comunitário Vozes da Vila Prudente vem através da página Vozes das Comunidades da Vila Prudente manifestar ao público, e de forma clara, o apoio à juventude estudantil que segue ocupando centenas de escolas e as ruas por todo o estado de São Paulo em protesto pacífico contra a reorganização escolar imposta pelo Governo Estadual.

nota oficial

Entendendo seu papel como movimento social e de comunicação, a equipe de colaboradores do Grupo toma a decisão de forma a demonstrar máxima preocupação com os jovens (após os recentes atos abusivos da Polícia Militar de SP) e com os rumos que o Governador Geraldo Alckmin impõe de forma arbitrária, sem ouvir os jovens, os professores e a sociedade como um todo.

Sabendo que a juventude é o futuro do país e a importância que esse levante dos jovens tem, consideramos que o fechamento das mais de 90 escolas pelo Estado é o caminho contrário a melhoria do ensino público e, além disso, as arbitrariedades feitas pela Secretaria de Segurança Pública o fim da democracia.

Portanto, declaramos total concordância com a causa e, além disso, nos colocamos enquanto movimento social e instrumento de difusão de informações verídicas à disposição, dos jovens da Vila Prudente ou não, para o que pudermos ajudar.

Sem mais.

Grupo Comunitário Vozes da Vila Prudente

Jornal Vozes das Comunidades da Vila Prudente