Documentário sobre a favela será exibido nesta sexta-feira

Por Mayris Costa - Publicado por Cesar Gouveia - 09/12/15 - 15h50

Depois de centenas de horas de gravação e três anos de contínuo trabalho o Coletivo Eco Informação convida as favelas da Vila Prudente para a estreia do trabalho

Na noite de sexta-feira, 11 de dezembro, acontece a estreia do documentário produzido pelo coletivo Eco Informação. Uma produção inédita com roteiro de Kassia Bobadilla e Cristiano Cardozo. A exibição será na Rua da Igreja, no Centro Pastoral, às 19h00.

12274267_923028431106736_3604558865886748763_n

Divulgação

O Coletivo tem como ponto de encontro para quem não conhece, a rua Dianópolis.

Na sequência a exibição do documentário acontecerá uma premiação a alguns participantes do documentário.

Anotaí!

Documentário História da Favela da Vila Prudente

Quando? Sexta-feira, 11 de dezembro, às 19h00

Onde? Rua da Igreja, no Centro Pastoral – Zona Leste de São Paulo

Grátis.

Anúncios

Festa e espaço reformado

Publicado às 12:40 por Cesar Gouveia

O projeto FUTVIDA Prudente reinaugurou a quadra do Areião promovendo a integração dos alunos com futebol

Após completar seis meses de atuação com jovens da favela da Vila Prudente o projeto promoveu o Festival com apoio de comerciantes locais para mais de 100 pessoas e assim encerrou o ano de 2015.

IMG_6776

Parte dos alunos e participantes do evento de encerramento

Iniciado por notar que a Vila Prudente está com grande demanda de procura por espaços para lazer e esporte três jovens decidiram ocupar a única área de lazer próxima a favela da Vila Prudente com aulas de futebol para meninos e meninas à noite.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com 3 bolas, 30 coletes, 10 cones e uma quadra muito descuidada o projeto recebeu no primeiro dia cerca de 35 meninos e de lá para cá o número de participantes só aumentou. O primeiro professor do projeto, Leandro Silva, 31, considerou que os primeiros seis meses do projeto foram surpreendentes.

“No começo deu um receio de não conseguir atender as expectativas, mas com o tempo chegou o Ivanildo. O número cresceu, mas já tínhamos muitos apoiadores”, disse.

Nesse período o projeto recebeu apoio de muitas pessoas e coletivos que auxiliam diversos projetos no munícipio de São Paulo, dentre eles o grupo intitulado de “Amigos da Várzea”, quando próximo aos três meses encarregou-se de doar chuteiras, bolas, redes e outros materiais esportivos.

O Projeto ficou notadamente conhecido após o fundador Cesar Gouveia iniciar em seu Facebook uma campanha para conseguir mais de 15 pares de tênis para os meninos que não tinham condições de adquirir um. A campanha foi amplamente compartilhada na rede social e recebeu ainda mais apoios.

Ele que também é fundador do jornal comunitário Vozes das Comunidades da Vila Prudente considera o projeto como “o ponto chave para conscientizar os jovens a melhorar na escola, em casa e na rua”, disse. Para ele, ter o apoio de diversas pessoas é fundamental para manter no ano que vem o trabalho que foi feito neste primeiro semestre do projeto.

O evento recebeu visitantes de várias partes de São Paulo, Cleber Cunha compareceu representando o futebol de Várzea, Luis Mendes a escola Noctuam e Leonardo e Lemaestro o Instituto Gerando Falcões, de Poá.

Recentemente, o projeto conseguiu acesso a uma emenda parlamentar da vereadora Juliana Cardoso (PT) que contemplou a reforma da quadra utilizada para as aulas, além da reforma da quadra, será instalado mesas de xadrez e a adequação do gramado ao lado da quadra.

Neste momento, depois da festa que foi feita no sábado, o projeto entra em período de recesso e terá volta em janeiro. Eles pedem que todos cuidem do espaço que está em melhores condições.

Ecocine Favela: Samba – Samba la bande originale du film

Por Cesar Gouveia - 26/11/2015 - 11:25

Na noite de sábado, 28 de novembro, acontece mais uma edição do Ecocine Favela, um evento mensal organizado pelo coletivo EcoInformação, sob o comando do Cristiano Cardoso (Santista).

11202661_886226441453602_876174539173612824_n

Foto: Eco Informação

A apresentação acontece na quadra da Cabeções de Vila Prudente, a partir das 18h00. A entrada é grátis.

O filme que será apresentado é o “Samba la bande originale du film”, da produtora Gaumont, veja o trailer do filme:

Anotaí!

Ecocine Favela

Quando? Sábado, 28 de novembro, às 18h00

Onde? Av. Henry Ford, 200, São Paulo

Mais informações: aqui ou aqui.

Grátis.

Inscrições abertas para as oficinas de rádio para as turmas de 2016

A Funsai (Fundação Nossa Senhora Auxiliadora do Ipiranga), situada na zona sul de São Paulo, reabre inscrições abertas para oficinas gratuitas de Rádio. O curso integra o projeto “Conectados”. Para baixar sua ficha de inscrição, clique AQUI.

Divulgação

Divulgação

O Rádio – voltado para iniciantes acima de 12 anos (sem limite de idade) – são 30 vagas, duas vezes por semana, sempre às terças e sextas-feiras, das 9h15 às 11h45 ou das 14h às 16h30. As aulas terão início no dia 29 de março de 2016 e seguem até novembro do mesmo ano.

Os participantes das oficinas de rádio fazem sua prática ao vivo por meio de uma web rádio.

Veja abaixo a grade do curso: Os interessados devem fazer inscrição pessoalmente à Rua Clóvis Bueno de Azevedo, 145 (Metrô Ipiranga). É necessário levar 1 foto 3×4, cópia do RG do responsável, 1 cópia do RG do participante e 1 cópia do comprovante de residência. As vagas são limitadas.

Grade do curso:

Rádio

  • Interação com equipamento;
  • Locução (aulas práticas e teóricas);
  • Sonoplastia (aulas práticas e teóricas);
  • Produção de texto;
  • Linguagem AM, FM e Internet;
  • História do Rádio;
  • História da Internet;
  • Noções de legislação;
  • Noções de dicção;
  • Produção (laudas e roteiros);
  • Novas tecnologias;
  • Programação;
  • Transmissão (lp, link, streaming);
  • Intervenções externas;
  • Publicidade;
  • Criação de Projetos.

Projeto Conectados
Web rádio

O que

Inscrições para as oficinas de rádio – Turmas de 2016

Quanto

Catraca Livre

Onde

Projeto Conectados
http://www.funsai.org.br/projetoconectados/
Rua Clóvis Bueno de Azevedo, 159
Ipiranga – Sul
São Paulo
1120636072

  • 1ª sessão de inscrições de 27/11 a 18/12
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 09:00 às 20:00
  • 2ª sessão de inscrições de 20/01 a 24/02
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 09:00 às 20:00

Observação

CURSO TOTALMENTE GRATUITO

De coração e em verde e rosa a Cabeções da VP vai

Mayris Costa - Publicado por Cesar Gouveia - 20/10/2015 - 15h20

Depois de alguns anos suspensa a escola de samba mais querida da favela da Vila Prudente em 2016 vai levar o coração nas cores e no samba enredo

Os preparativos do carnaval que começam sempre um ano antes e é logo após o desfile que as cabeças começam a pensar para o próximo ser ainda melhor que o passado. Nem sempre se ganha, mas o importante é representar, e é sobre representação que o enredo de 2016 da G.R.C.E.S. Cabeções de Vila Prudente vai falar. O tema é “Cabeções Canta os Elementos Naturais e Verde e Rosa”.

Da esquerda para a direita: Paulinho, Andrey e André

Da esquerda para a direita: Paulinho, Andrey e André

O tema do próximo segundo o vice-presidente da Escola, Paulinho, vai levar para a avenida os elementos naturais. O enredo surgiu através de uma brincadeira por causa da foto que tiraram num desfile no final do ano passado. “O Andrey, o mestre de bateria, foi quem aproveitou o gancho e levou até a reunião como sugestão” conta o vice-presidente.

Atualmente a gestão da Cabeções – como é conhecida no bairro – é composta por Venho respeitosamente fazer uma observação a matéria, a atual gestão da G.R.C.E.S Cabeções de Vila Prudente é composta por André (Presidente), Paulinho – (Vice-Presidente), Jair (Diretor-Geral), Jenilda (Diretora de Harmonia) e Andrey (Mestre).  Eles são os responsáveis para que tudo esteja dentro do prazo e a Escola possa levar moradores e simpatizantes do samba à avenida.

 Jair (Diretor-Geral), André (Presidente), Paulinho – (Vice-Presidente), e Andrey (Mestre)

Jair (Diretor-Geral), André (Presidente), Paulinho – (Vice-Presidente), e Andrey (Mestre)

Nosso entrevistado conta que, além da sugestão feita pelo Andrey, o samba enredo a ser apresentado pela escola no próximo ano vem da inspiração de marcar a história. “Este samba irá marcar a história da nossa agremiação. Não é só porque eu compus, mas fiquei muito feliz com o resultado da obra pronta, mas porque está sendo bem aceito”, disse.

Todo o processo para entrada da escola em 2016 está praticamente pronto, alguns já foram finalizados. Por enquanto a demanda ainda não é grande, por isso o vice-presidente avisa que se alguém tiver a vontade de participar de alguma ala do desfile, “tem muitas opções: harmonia, chefe de ala, bateria, comissão de frente, alegoria ou passista”, conta ele. Para isso, basta ir à Quadra que fica no Viaduto Capitão Pacheco e Chaves, 220 – Vila Prudente.

Os ensaios, com entrada franca, toda terça-feira estão acontecendo no mesmo endereço da Quadra, e lá também tem a Escolinha de Bateria, toda quinta-feira, das 19h00 às 21h00, com ensaio geral às sextas-feiras, das 19h00 às 21h30. Se você quer aprender a tocar algum instrumento, só comparecer de terça-feira das 19h00 às 21h00.

O dia do desfile ainda não foi definido, a princípio a União das Escolas de Sambas Paulista (UESP) informa que será dia 7 de fevereiro de 2016 (Domingo), com horário a confirmar e o local na Vila Esperança.

Ouça o enredo!

Jovem suíça mostra no exterior potencial empreendedor na favela da Vila Prudente

Por Cesar Gouveia - 30/09/2015 - 12:10

Juliane, de 23 anos, veio à São Paulo para realizar sua pesquisa para tese de graduação sobre empreendedorismo na favela. A jovem, com índice de aprovação máxima, mostrou na Suíça que os moradores da favela de Vila Prudente têm traços empreendedores e inovadores.

No estudo iniciado em julho deste ano Juliane buscou mostrar os negócios que surgem na favela, quais suas possibilidades de crescimento e dificuldades. De acordo com ela, a ideia para além do estudo é que os empreendedores tenham consciência do poder que seus negócios tem.

Os empreendedores discuntindo soluçôes para fortalecer o empreendedorismo na comunidade.

Os empreendedores discutindo soluções para fortalecer o empreendedorismo na comunidade.

A suíça garante que o potencial dos empreendedores é enorme, e diz que seu sonho é “que depois de dezembro vocês [empreendedores] vão continuar a trabalhar juntos para ir em busca de mais conhecimento e incentivas uma boa economia pela favela”, sonha ela.

Para finalizar a estudante considera “muito importante pensar no futuro e ter objetivos concretos”, mas que só o empreendedor os sabe.

REDE DOS EMPREENDEDORES DA FAVELA DA VILA PRUDENTE – Juliane em paralelo aos estudos de sua tese, Juliane iniciou na Vila Prudente uma série de reuniões com os empreendedores que entrevistou para apresentar a eles o poderio e a oportunidade de uma rede de negócios na favela, que está sendo pensada em conjunto com moradores, empreendedores e Juliane. Os encontros tem acontecido duas vezes no mês, na Arca de Noé, às 18h30, e cada novo empreendedor é bem-vindo, pois segundo a suíça “a rede acredita que gera mais uniao, mais força para crescer, inovar e mudar o cenário econômico da Vila Prudente”.

Projeto de futebol para jovens busca apoio

Por Vozes das Comunidades da Vila Prudente

Com cerca de 120 jovens entre meninos e meninas o Projeto FUTVIDA Prudente fundado neste ano está à procura de parceiros para reforma de quadra

Resultado de promessa política, a área poliesportiva localizada atrás do viaduto Grande São Paulo, entre a avenida Dr. Francisco Mesquita e alça de acesso à João Afonso, na Vila Prudente, tem sido utilizada pelo jornal comunitário Vozes das Comunidades da Vila Prudente para que as crianças e adolescentes tenham ao menos um projeto que os contemplem com o incentivo ao esporte e à educação.

Jovens, educadores e Amigos da Várzea

Jovens, educadores e Amigos da Várzea

A quadra, sem infraestrutura, está sendo utilizada as segundas, terças, quartas e sextas-feiras à noite para promover a inserção do esporte para meninos e meninas entre 5 e 17 anos. Ao todo o projeto conta com três pessoas atuando integralmente com a ajuda dos próprios moradores e de amigos em rede social para financiar as atividades que tiveram início no último dia 20 de julho.

Leandro Silva, professor dos jovens, conta que o mais difícil é quando acontece jogadas nas linhas de fundo e a bola ultrapassa as grades caindo nas ruas e avenida próximas.”Nós tentamos não deixá-los irem buscar as bolas quando vai pra pista para que não aconteça um acidente, mas é difícil, a molecada corre muito”, disse.

Os organizadores do projeto recentemente promoveram uma campanha nas redes sociais para conseguir materiais esportivos para a própria iniciativa e para os jovens participantes. Um grupo de mobilizadores do futebol de várzea viu e fez doação de chuteiras, bolas, redes, coletes, calções e meias que foram distribuídos para os que mais necessitavam. Cesar Gouveia, editor-chefe do jornal e diretor do projeto, explica que a demanda é grande e as doações contemplou somente os que mais precisavam.

“Temos alguns meninos aqui que não tem condições nem de ter as três refeições por dia, quem dirá comprar uma chuteira? A doação do Amigos da Várzea foi importante, impulsionou a nós todos, mas a nossa necessidade hoje vai além disso”, enfatiza

Nenhum dos organizadores recebem recursos financeiros para continuar o projeto. Todos são voluntários e tem tentado apenas trabalhar com a subprefeitura de Vila Prudente para que eles promovam a reforma da quadra e que coloquem uma cobertura para que nos dias de chuva os treinos aconteçam.

“É complicado em dias de chuvas, pois temos um grupo no WhatsApp e os meninos ficam sempre perguntando se vai ter treino, mas em dias chuvosos não temos condições de colocar 40, 50 jovens na quadra com risco de tomar um raio”, conta Gouveia.

O projeto há alguns dias fez uma reunião com os pais para que todos estivessem cientes de que todos os dias de treino tem horários estabelecidos e que naquele período e no local de treino os meninos e meninas são de responsabilidade dos treinadores.

Necessidades

O número de crianças e adolescentes atendidos é grande para a quadra que já está se tornando pequena. Para Cesar Gouveia esse “problema” só mostra a necessidade que se tem de políticas públicas para os jovens. “A gente não esperava todo esse número de pessoas. Quando eu era mais novo, o mesmo Leandro iniciou um projeto na antiga quadra que tinha aqui e a quantidade não passava nem de 20 meninos”, conta ele.

11992020_905066646229099_156954718_n

Com a demanda cada vez maior, a necessidade do projeto tem sido uma cobertura da quadra para os dias de chuva, a reforma ou troca das grades, a reforma da pintura e do espaço para a prática de outras modalidades esportivas, e também a melhora da iluminação. Por isso, o jornal comunitário tem tentado entrar em contato com a subprefeitura de Vila Prudente/Sapopemba para ver o que podem fazer.

11994354_905066599562437_1486308330_n

Festival

Para comemorar os dois meses de projeto, no próximo dia 27 de setembro acontecerá o 1º Festival FUTVIDA Prudente para os participantes das atividades.

Para Cesar, o festival serve como mais uma maneira de incentivar os jovens à pratica esportiva e ao estudo.

“Nós já avisamos que quem não tiver notas boas na escola e um bom comportamento na rua, na escola e em casa não poderá participar”, disse.

O festival terá a participação de Raony Pacheco, narrador dos jogos do Juventus pela Web Rádio Moóca, para narrar a final dos meninos que valerá troféu e medalhas de ouro e prata.