Edital BrazilFoundation está aberto até o dia 30 de outubro

Por Cesar Gouveia - 21/10/2015 - 16h50

Organização brasileira com sede nos Estados Unidos mobiliza recursos de brasileiros no exterior e aplica em projetos no Brasil

A organização BrazilFoundation apoia ações e projetos que transformam o Brasil e realiza trabalhos com líderes e organizações sociais e uma rede global de apoiadores para promover igualdade, justiça social e oportunidade para todos os brasileiros.

12143125_10153257782538196_6226143817853364984_n

Do dia 15 até o dia 30 de outubro está aberto o edital da BrazilFoundation para as áreas de Educação e Cultura; Saúde; Desenvolvimento Socioeconômico; Direitos Humanos e Participação Cívica e Negócios Sociais, onde é oferecido financiamento à organizações da sociedade civil em dois níveis: Investimento Semente (até 30 mil reais) e Aprimoramento de Metodologias (até 50 mil reais).

Outros dois processos de seleção inovadores estão no edital: Arranjos Colaborativos (financiamento de parceria entre duas ou mais instituições) e o Premio de Inovação Comunitária (microfinanciamento de iniciativas informais, identificados por meio da rede de parceiros).

Estas duas modalidades de apoio, por estarem em fase piloto, estão sendo construídas a partir das organizações que já fazem parte da rede de parceiros da BrazilFoundation.

Para se inscrever acesse aqui!

Anúncios

Jovem suíça mostra no exterior potencial empreendedor na favela da Vila Prudente

Por Cesar Gouveia - 30/09/2015 - 12:10

Juliane, de 23 anos, veio à São Paulo para realizar sua pesquisa para tese de graduação sobre empreendedorismo na favela. A jovem, com índice de aprovação máxima, mostrou na Suíça que os moradores da favela de Vila Prudente têm traços empreendedores e inovadores.

No estudo iniciado em julho deste ano Juliane buscou mostrar os negócios que surgem na favela, quais suas possibilidades de crescimento e dificuldades. De acordo com ela, a ideia para além do estudo é que os empreendedores tenham consciência do poder que seus negócios tem.

Os empreendedores discuntindo soluçôes para fortalecer o empreendedorismo na comunidade.

Os empreendedores discutindo soluções para fortalecer o empreendedorismo na comunidade.

A suíça garante que o potencial dos empreendedores é enorme, e diz que seu sonho é “que depois de dezembro vocês [empreendedores] vão continuar a trabalhar juntos para ir em busca de mais conhecimento e incentivas uma boa economia pela favela”, sonha ela.

Para finalizar a estudante considera “muito importante pensar no futuro e ter objetivos concretos”, mas que só o empreendedor os sabe.

REDE DOS EMPREENDEDORES DA FAVELA DA VILA PRUDENTE – Juliane em paralelo aos estudos de sua tese, Juliane iniciou na Vila Prudente uma série de reuniões com os empreendedores que entrevistou para apresentar a eles o poderio e a oportunidade de uma rede de negócios na favela, que está sendo pensada em conjunto com moradores, empreendedores e Juliane. Os encontros tem acontecido duas vezes no mês, na Arca de Noé, às 18h30, e cada novo empreendedor é bem-vindo, pois segundo a suíça “a rede acredita que gera mais uniao, mais força para crescer, inovar e mudar o cenário econômico da Vila Prudente”.

Do aprendizado no Nordeste ao empreendedorismo em SP

Por Cesar Gouveia - Publicado por Mayris Costa em 24/09/2015 - 11h10

Saiu da capital cedo, sobreviveu diante das dificuldades no clima seco do nordeste e hoje gera renda e realiza sonhos com a Padaria Vitória

Criada em 2008 a Padaria Vitória está no setor de panificação, que hoje é um dos seis maiores segmentos industriais do Brasil. Cada vez mais modernas, as padarias estão se sofisticando e deixando de ser lugares exclusivos para a venda do tradicional pão francês e se tornando espaços amplos, confortáveis, com diversas opções de serviços e atendimento personalizado.

Atendimento personalizado

Atendimento personalizado

Na Vila Prudente, o conhecido Eliseu ousa diariamente em seu negócio e hoje é considerado o empreendedor local que mais tem qualificado seu espaço e pessoas na favela de Vila Prudente. Em seu expansivo negócio, os moradores da favela da Vila Prudente encontram qualidade e atendimento parecidos com o de grandes padarias, porém, seu diferencial é a geração de conhecimento e renda para jovens e desempregados da comunidade.

“Aqui não é só comprar o pão, o leite e acabou”, diz Eliseu. O estabelecimento que na principal rua de acesso à favela da Vila Prudente traz um modelo inovador para a região: a aposta no poderio das comunidades.

Treinamento intensivo de atendimento

Treinamento intensivo de atendimento

Como já dito pelo renomado empreendedor Renato Meirelles, as favelas do Brasil são um país à parte do Brasil. Em meio à recessão econômica mundial esse “país” vai movimentar mais de 18 bilhões de dólares e isso é um grande incentivo para os empreendedores comunitários não desistirem. Para Eliseu, o grande obstáculo que o empreendedor enfrenta são os “nãos” do começo. “São muitas pessoas falando que não dá certo, muitos “nãos”.

Mas as dificuldades não o pararam, ultrapassou e hoje ele conta com 4 colaboradores diretos, devidamente empregados, sonhando e oferecendo uma grande variedade de produtos. “O objetivo é atender a todos os clientes, mas também profissionalizar jovens e pessoas que estão procurando uma renda”, completa.

Para lidar com as incertezas Eliseu teve que estudar negócios, e até mesmo parar seu empreendimento por um período. Ele conta que nesse período refletiu e aprimorou suas ideias. “Serviu de aprendizado. Eu vi onde eu estava errando na prática e hoje coloco os ensinos aqui na nova Padaria Vitória”, disse.

11909885_911426512259779_736340590_n

O reconhecimento da qualidade dos seus produtos, atendimento e pães principalmente, estão lhe dando a possibilidade de expandir o espaço. A intenção do empreendedor é ainda neste ano ofertar os pães fabricados na própria Padaria. E finaliza dizendo ao público que “o objetivo é sempre agradar e ver o cliente feliz”.

Mais iluminação na Favela, menos na Anhaia Mello

Por Cesar Gouveia – 06/08/2015 – 22:00

Coroado é mais uma localidade que graças ao trabalho do MDF e a associação têm iluminação garantida

Nesta quinta-feira os moradores do Coroado se depararam com uma supresa muito boa para os estudantes e trabalhadores que saem cedo e chegam tarde em casa.

Para a moradora Jani Vieira é uma “mega luz”. 

noite nova no Coroado

Alguns moradores estranharam, no entanto já foram avisados que em hipótese alguma podem desligar ou danificar a nova iluminação.

André Silva, do MDF, junto com Eduardo, da associação, são os responsáveis pelo acompanhamento das instalações e estão à disposição para que os moradores elogiem ou critiquem.

Mas na Anhaia Mello… Alguns estudantes e trabalhadores já vem reclamando alguns dias que a avenida, nas proximidades da escola Carolina Galvão, está sendo uma via perigosa para se andar quando cai a noite. A zona de perigo teve início no início do mês de julho quando um ônibus teve colisão com postes de iluminação.

Nossa reportagem já entrou em contato com a AES Eletropaulo na última segunda-feira, no entanto nenhuma solução foi promovida pelo órgão.

Projeto de futebol para jovens se consolida

Por Vozes das Comunidades da Vila Prudente - 06/08/2015 - 09:20

Na quarta-feira, 05, os jovens da Vila Prudente consolidaram mais do que nunca a escolinha de futebol no Areião

O projeto encabeçado por Cesar Gouveia, Leandro Silva e Ivanildo Gonçalves iniciou as atividades no dia 21 de julho e depois de mais de três semanas recebeu na quadra de treinamento o grupo Amigos da Várzea. O grupo representado por dois integrantes foi à quadra levar alguns materiais que conseguiram após uma mobilização através do WhatsApp.

A escolinha começou após uma conversa entre Cesar e Leandro para voltarem com um projeto que Leandro iniciou alguns anos antes, mas que teve paralisação por algum tempo. Os dois conversaram e tinham somente duas bolas, 10 cones, 30 coletes e um apito, ontem, no entanto, receberam um enorme incentivo para continuar: bolas, chuteiras – muitas -, redes, calções, meias, caneleiras, luvas, entre outros materiais.

O treino festivo contou com a participação de parte dos alunos do projeto, aproximadamente 60 jovens.

Todos para registrar o momento com os materiais

Todos para registrar o momento com os materiais

Um dos destaques na linha, Carlos Cristiano, de 12 anos, abrilhantou os olhos dos representantes dos Amigos da Várzea que comentaram “joga muito esse menino, tem raça”. O jovem jogou apenas uma partida de 10 minutos, mas foi o tempo necessário para marcar 2 gols e comemorar ao melhor estilo de Pelé, com soco no vento.

No gol o destaque foi Allan Santos, de 14 anos. O garoto fez seu segundo treino na escolinha, mas já tem sido olhado com muito carinho por conta de seu potencial como arqueiro. À nossa reportagem Allan comentou sobre a importância do projeto na favela. “Eu tenho o sonho de ser jogador, dei uma parada nos treinos há um tempo, mas agora só devo agradecer pela chance de voltar”, disse o atleta.

De infraestrutura o projeto ainda carece, como iluminação melhor e grades. Em determinado momento e local da quadra fica quase que impossível se ver com nitidez a bola e os jogadores. Por isso, pedimos ainda apoio para conseguir resolver essas duas questões seja por meio de mobilização de grupos e pessoas, seja de forma empresarial ou governamental.

Sobre o projeto – O intuito central do projeto é oferecer aos jovens uma oportunidade para mostrar suas potencialidades através do futebol. Além disso, e não menos importante, está tornar os jovens em pessoas longe das possibilidades de entrar para o crime. A Vila Prudente é um bairro que tem evoluído muito já há alguns anos, no entanto, os órgãos governamentais estão se esquecendo de agir para esses meninos e meninas com políticas públicas para eles.

Para Cesar, idealizador do projeto junto com Leandro e Ivanildo, o projeto vem “para que esses jovens enxerguem que há outro caminho além do crime”, e complementa “aqui, infelizmente, os políticos, órgãos governamentais só vem em época de campanha, e nós jovens estamos cansados disso”.

O projeto pode ser visitado nos baixos do Viaduto Grande São Paulo sentido Ipiranga, às segundas, terças, quartas e sextas-feiras sempre às 19 horas. Basta vir pela avenida Francisco Mesquita e pegar o acesso à rua João Afonso. Outra possibilidade é se dirigir até a rua Padre Faustino, 179, na Vila Prudente.

Empreender e sobreviver

Por Cesar Gouveia - 08/07/2015 - 11:45

Nesta semana a suíça Juliana Butty iniciou no Favelão, na Vila Prudente, uma pesquisa e chamado para os empreendedores locais.

Incubadora na Vila Prudente

                                       Incubadora na Vila Prudente

Trata-se de uma inovação na favela mais antiga de São Paulo, Juliana traz da Suíça um modelo de como se empreender através de uma incubadora de negócios locais. Além disso a pesquisadora leva até os empreendedores uma pesquisa que busca reconhecer os perfis dos empreendedores da favela e suas necessidades para tornar seus negócios mais sustentáveis.

Se você tem um negócio local ou planeja ter o seu negócio e gostaria de saber mais sobre o que Juliana Butty está desenvolvendo pode participar da reunião aberta na Creche Arca do Saber na próxima quinta-feira, dia 16 de julho, às 18h30 horas, ou nos enviar uma mensagem por inbox aqui e acessar o Facebook da Juliana para saber mais detalhes.

Concurso: Garota e Garoto da Favela – Edição Vila Prudente

Publicado por Cesar Gouveia - 29/06/2015 - 15h00
Divulgação

Divulgação

O concurso Garota e Garoto da Favela já realizado no Complexo do Alemão agora chega à São Paulo, mais exatamente ao bairro da Vila Prudente. A ideia de replicar o projeto em São Paulo surgiu em maio de 2015. O objetivo é eleger uma menina e um menino, que tenha idade entre 15 e 25 anos e que seja morador de alguma das favelas da Vila Prudente, através de uma página no Facebook separada do Vozes das Comunidades da Vila Prudente. Os escolhidos pelo próprio público da página ganharãm um ‘mini-book de fotos’ para sair na próxima edição do Jornal Impresso.

Como participar?

As inscrições para participar do concurso estarão abertas a partir do dia 30 de junho e vai até o dia 06 de julho. A partir do dia 07 começará a votação na página do concurso em um álbum a ser criado com as inscrições. A votação vai até o dia 12, às 18h.

Como eu posso enviar a minha foto?

Curta a página no facebook: Garota e Garoto da Favela – Edição SP e após isso, publique uma foto sua na página com os dados: Nome, idade, nome da favela que mora e responda a pergunta: Qual jornal nasceu a partir, para e com as favelas da Vila Prudente?

Como eu posso votar em uma foto?

Primeiramente você precisa curtir a página: facebook.com/vozesdascomunidadesdavilaprudente e a página do concurso (para que o seu voto seja válido), depois é só curtir a foto da garota ou garoto. (OBS: você pode curtir mais de uma foto.)

O que eu ganho sendo eleito a garota ou garoto da favela?

A nossa equipe vai realizar um pequeno book de fotos na favela e sairá na edição do Jornal Impresso do Jornal Voz da comunidade. Além disso, os ganhadores um dia de beleza patrocinado pelo salão de beleza Sempre Bella.


REGRAS:

– A pessoa pode enviar qualquer foto. Exceto nudez. – O garoto ou a garota deve ter mais de 15 anos e morar em alguma das favelas da Vila Prudente. – Se a pessoa for menor de idade e vencer, só poderá fazer as fotos com a autorização dos pais. – Todas as pessoas que vencerem, serão obrigados a assinar o termo de uso de imagem. – Os vencedores serão informados da data para realizar o mini-book após o término do concurso. – Todos os books serão realizados no sábado ou domingo, sempre será às 8h.